Tag Archives: salvem o Português

Me corrijam se eu estiver errada…

31 jul

No post sobre o censurado A Serbian Film, o blogueiro Lucas dos Santos iniciou seu comentário com a seguinte frase:

“O texto está cheio de erros gramaticais, porém não comentarei neste viés!”

Pô, o Lucas perdeu uma excelente oportunidade de dividir seu conhecimento. E conhecimento não vale de muita coisa quando não passamos adiante, não é mesmo?

Logo depois de ler o comentário do Lucas eu achei um dos tantos erros que cometi. Eu sempre me enrolo com o danado do verbo assistir. Então vamos transformar o comentário  do Lucas em alguma coisa útil e acabar de uma vez por todas com a confusão (ou não).

(sim, esta sou eu, fazendo às vezes d’ A Madrasta do Texto Ruim, claro que sem metade do charme e da competência daquela bruxa fofa)

Fala aí, Houaiss:

ASSISTIR

n verbo

transitivo indireto
1    estar presente (a determinado fato, ocorrência etc.); presenciar
Obs.: ver gram/uso a seguir
Ex.: a. ao acidente

transitivo indireto
2    ver e ouvir (um espetáculo, concerto etc.)
Exs.: a. ao show
a. à missa

transitivo direto e transitivo indireto
3    acompanhar (enfermo, moribundo etc.) para prestar-lhe socorro
Ex.: a. o (ou ao) doente

transitivo direto, transitivo indireto e intransitivo
4    servir de parteira
Exs.: a. a (ou à) parturiente
há anos que não assiste
transitivo indireto

5    prestar auxílio ou assistência a; ajudar, socorrer
transitivo indireto

6    ser da competência ou atribuição de (alguém); caber, competir
Ex.: diante do ocorrido, assiste-lhe o direito de reclamar
transitivo indireto

7    acompanhar, esp. em ato público, na qualidade de ajudante ou assessor
Ex.: a. ao governador na inauguração do museu

transitivo indireto
8    residir, morar
Ex.: assiste em Bali

transitivo indireto
9    estar, permanecer
Ex.: a alegria assiste em seu coração

transitivo direto
10    Rubrica: basquetebol, futebol.
passar a bola a (outro jogador da própria equipe), deixando-o bem colocado para fazer a cesta ou o gol

 

Houaiss, todavia, abre um parêntese: no Brasil, é comum o uso deste verbo como t.d.: assistir o filme’; o que me faz me sentir um pouco menos burrinha. Pode não ser norma culta, mas é norma popular. E como vocês já puderam notar, no meu blog a norma popular reina, porque eu escrevo do jeitinho que eu falo. A norma culta eu deixo pra quando preciso escrever algum texto acadêmico ou mais sério, e sempre peço ajuda pra quem sabe mais que eu.

O verbo ASSISTIR foi explicado, e espero que tenha sido entendido também.

Agora eu quero aproveitar a deixa do Lucas pra pedir a todos vocês, que lêem o meu blog: me corrijam sempre que encontrarem uma coisa errada (façam isso com menos empáfia que o nobre coleguinha, que do jeito que ele fez ficou bem antipático – embora eu não fosse assim, tão nariz em pé, aos 16, entendo que isso é coisa da idade). Eu gosto mesmo quando me corrigem, de verdade. Eu não sei todas as coisas, nem pretendo sabê-las, mas quero saber o máximo de coisas que eu puder. Conto com vocês. Estamos combinados?

UPDATE:

E minha amiga, Vânia Lacerda, depois de ler o post, me mandou um e-mail com a seguinte mensagem:

Ju,

o Lucas, em sua arrogância, esqueceu que todos temos telhado de vidro.

Citou que em seu texto havia erro, sem apontar nenhum, com a fala:
“O texto está cheio de erros gramaticais, porém não comentarei neste viés!”

Daí, descuidou e nem percebeu que também errou ao utilizar o pronome demonstrativo em desacordo com a norma culta de nossa língua portuguesa.

Há varias regras para o uso dos demonstrativos e uma delas é com relação ao discurso, a saber:

usamos “esse, isso” quando nos referimos a algo já mencionado, como, por exemplo, em: “Remédios fazem mal e é sobre ISSO que os médicos falam na reportagem”.

Com relação ao que ainda será mencionado, aí, sim, usamos o “este, isto”. Assim: “É ISTO que é recomendado: estudar sempre!”.

Então, partindo-se dessas regras, a frase do Lucas estaria correta se fosse:
“O texto está cheio de erros gramaticais, porém não comentarei NESSE viés!”, já que o viés dos erros gramaticas já havia sido mencionado.

O lamentável não são os seus erros ou os dele, já que a língua portuguesa é cheia de detalhes que pra pouco servem e sempre acabam confundindo, mas chegar com a empáfia e antipatia demosntradas fica bem feio. Além de ser totalmente desnecessário, né?

beijo

Vania

Ixi, Lucas… FUÉEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEN!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: