Arquivo | Política RSS feed for this section

‘A Serbian Film’ que nada, o papo aqui é CENSURA!

29 jul

a-serbian-film-srpski-film-movie-poster-2010

Eis que eu acabei (neste minuto) de assistir o censurado (oi?) A Serbian Film – Terror sem limites. Assisti inteirinho, a versão original, sem cortes e… que filme ruim! Pooootaqueopareeeeo! Tirando a cena que sugere o estupro de um recém-nascido (dá uma certa agonia, porque embora não mostre, a gente imagina a coisa acontecendo, aí o estômago dá uma ligeira embrulhada  – e quem vos escreve é uma pessoa que, no pós parto, tinha pesadelos diários com isso!), e uma cena do final (essa foi punk,  nessa eu chorei), o filme é só bizarro, no sentido pejorativo, e enfadonho. Perdi as contas de quantas vezes olhei pro relógio pra ver se ainda faltava muito pra acabar. Jing Saw e seus Jogos Mortais me fizeram ter muito mais vontade de mudar o DVD e assistir Mary Poppins, pra aliviar a tensão.

Então, o filme é ruim pacas e eu não recomendo, mas o papo aqui é outro e o buraco é mais embaixo:

CENSURARAM O FILME!

E censuraram  sem assistir (oh, que mico pagam essas criaturas! Se elas assistissem, morreriam de vergonha.). Censura prévia, minha gente! Tô podendo com um negócio desses em pleno décimo primeiro ano do século vinte e um?

Há dois dias, saiu n’O Globo uma matéria sobre a censura (que einda era só para o estado do Rio – hoje ela é nacional), que mostra bem o nível das pessoas que decidiram escolher o que eu posso ou não posso assistir. Saca só (grifos e comentários meus):

Não quero entrar no mérito do filme, nem assisti a ele – diz Santos. – Mas somos uma empresa que precisa ter cuidado ao relacionar sua imagem com um filme que trata de pedofilia. É um tema pesado, e achamos melhor cancelar a exibição. (Clauir Luiz Santos, uperintendente de comunicação e marketing do Caixa Cultural)

[ô bacana, tu nem viu o filme, como vem falar que ele trata de pedofilia? Não, não trata, mané. O tema do filme é outro. FUÉEEEN! E, desde quando não pode ter filme que trata de pedofilia? Ixi, tem um monte por aí falando sobre o assunto, e eu mesma já assisti um bocado, E outra coisa, pateta, um filme que trata de pedofilia é absurdamente diferente de um ‘filme pedófilo’ FUÉEEEEEEN, de novo!]

Prossigamos…

Também sem ter assistido ao filme – que está vetado na Noruega, rendeu um processo ao diretor do festival que o exibiu na Espanha, e só foi liberado no Reino Unido após 49 cortes -, o ex-prefeito Cesar Maia e seu filho, o deputado federal Rodrigo Maia, acionaram na semana passada uma equipe de dez advogados para que, em nome do Democratas (DEM), partido que integram, fosse movida uma ação civil pública na Justiça do Rio para impedir a exibição da fita, sábado passado, no Odeon (sessão especialmente agendada depois do veto da Caixa).

– Saber que há cenas de estupro de crianças e até de um recém-nascido me levou a pedir a liminar que determinou o recolhimento da fita – diz Cesar Maia. – Isso (o filme) fere os valores das famílias e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Até esta terça-feira, no entanto, nem Cesar nem Rodrigo Maia haviam assistido a "A Serbian film". Reconheciam ter recorrido à via jurídica apoiados apenas nas leituras feitas sobre o assunto na internet.

[PÁ-RA TU-DO! Eu entendi bem? É o César Maia querendo meter o bedelho no que eu posso ou não assistir? O CÉSAR MAIAAAAA? Desde quando o César Maia tem moral pra dizer qualquer coisa sobre os valores das famílias? (me coço toda vez que ouço/leio essa expressão) 0_O Sobre valores eu até sei que ele entende bem, mas são outros, são outros… Quiquei na hora que eu soube disso, vocês podem bem imaginar, néam? E eu tô procurando até agora onde diabos o filme fere o ECA, já que o recém-nascido era um robô e nenhuma criança estava presente quando foram gravadas as cenas de sexo, e o filme é proibido para menores de 18 anos. E, vem cá, RECOLHIMENTO DA FITA??? Não só censuraram como apreenderam o material? Cêjura? Socorro!!! Que ano é hoje?]

Tem mais…

A equipe de dez advogados liderados pelo especialista em Direito Constitucional Victor Travancas redigiu a ação civil pública também sem ter assistido ao filme, assim como a juíza Katerine Nygaard, que acatou a peça e assinou uma liminar determinando a suspensão da obra e seu recolhimento para análise judicial.

É nobre advogar contra a pedofilia – diz Travancas. – A liberdade de expressão acaba quando começa a pedofilia. Eu não vi o filme ainda porque não recebi uma cópia, e acho que não preciso ver.

[CA-RA-LHO! Quem disse isso foi um especialista em direito constitucional? Eu entendi bem? Então é constitucional censurar um negócio sem conhecer seu conteúdo, na base do disse-me-disse? SOCORRO!!! E o pulha ainda se julga tão acima do bem e do mal que acha que nem precisa ver a porra do filme que ele quis e conseguiu censurar??? MAS QUE MERDA É ESSA? Jisuismariajosé, naonde que esse filme incita pedofilia? Se esse filme ruim tem algum mérito é causar ainda mais repulsa à pedofilia, Ele faz exatamente o contrário do que essa gente sugere! É o contrário, animal!]

Tá bom, né? Deu pra ter uma noção do que é que tá acontecendo. O povo tá mandando ver na canetada sem nem ter assistido o filme. Olha, gente, né por nada não, mas isso é um perigo danado.

Eu assisti o filme, ao contrário dos censores supracitados (porque eu não falo do que eu não vi). Tudo o que eles dizem sobre o filme é mentira. Não é um filme pedófilo. A porra do filme em momento nenhum diz que é  bacana pacaralho estuprar criancinhas (já um ‘filme pedófilo’ teria essa leitura). Nas duas vezes que o filme sugere que isso acontece, fica bem clara de quão doentia e asquerosa é situação. Dá nojo. Mas sabe o que essa censura imbecil faz parecer? Que sairíamos todos do cinema, ávidos por estuprar recém-nascidos! 0_O Isso, pra essas pessoas somos todos estupradores em potencial, esperando o primeiro filme pra darmos início à nossa caçada! Ah, gente, faça-me o favor.

Quem aqui tentou pular da janela depois de assistir SuperMan? Ou montou um galpão cheio de máquinas de tortura depois de assistir Jogos Mortais? Quem diabos cozinhou um banquete depois de assistir A Festa de Babette? Eu não me droguei e nem me prostituí depois de assistir  e de ler Cristiane F., eu sequer tive vontade de dançar depois de assistir Flashdance, porra! Porque eu haveria de virar pedófila (ai!) depois de assistir A Serbian Film? Olha, nem atriz pornô eu tô pretendendo, viu?

O que me deixa mais agoniada com essa censura é que ela abre precedentes. Hoje censuram um filme violento, dizendo que ele incita a pedofilia. Amanhã censurarão um filme político, dizendo que ele é inflamado demais. E depois de amanhã estaremos publicando receitas nas capas dos jornais.

Eu nem quero que ninguém assista o filme, ele é ruim mesmo, mas eu queria pedir pra que nos engajássemos seriamente numa campanha contra essa censura estapafúrdia! Não tem cabimento, e tem cheiro de perigo… E pode ser muito mais violenta do que qualquer filminho pretensioso.

images

* a matéria comentada nesse texto saiu daqui!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: