EU FUI! Parte II – Ai, Axl…

8 out

Eu passei quase uma semana lendo e ouvindo que Axl já não era mais o mesmo, e tal e coisa, e passei a mesma semana respondendo que eu também não.  Vinte anos se passaram desde quando eu suspirava por ele, sonhava que teria filhos com ele (Shiloh Blue e Willow Amelia. Rá!), que tinha pôsteres e mais pôsteres, enoooormes, com a foto dele e de toda a trupe no meu quarto. Vin-te a-nos! É muita coisa.

diálogo

Na noite anterior ao show eu mal consegui dormir, tamanha era a ansiedade. Eu e ele estaríamos no mesmo quilômetro quadrado, eu iria – finalmente – a um show do Guns n’ Roses (‘Ah, Ju, mas a banda mudou toda!’ – gente pentelha que gosta de jogar balde de água fria na empolgação alheia é issaê mermo! Cacete, foda-se que mudou! Guns pra mim sempre foi Axl e o resto – ok… Axl, Slash e o resto). 

Todo o meio tempo entre minha ansiedade até o começo do show você pode ler no post anterior.

Uma hora depois do show do System of a Down (taqueoparêo, mermão, a gente agüenta cada coisa nessa vida…), nada do filho da puta  fofo entrar no palco. Chovia muito, e eu já imaginando a viadagem: “Não toco na chuva!” Porque Axl tem desses estrelismos irritantes, que eu não aturo em mais ninguém. Amar Axl é o meu lado mulher de malandro. Ele faz coisas que me irritam, desrespeita o público que tem e que o venera, mas mesmo assim eu o amo. Rá! Eu xinguei muito. Vaiei a demora, entrei no coro de “Ei, Axl, vai tomar no cu!”… E aí eu disse pro Ricardo: “Pronto. Agora ele vai demorar mais duas horas só porque a gente tá xingando. Axl é o João Gilberto do rock!” e, continuei: “Filho da putaaaa! Filho da putaaaaa!” Porra, eu tava no meio da muvuca, com aquela capa de chuva de plástico que esqueeeeeeeenta e cola no corpo da gente. Um inferno! E ansiosa… e nada do desgramado aparecer! As pernas estavam pesadas, os joelhos doíam, o sujeito sem camisa da minha frente insistindo em levantar o braço e colocar o suvaco fedido na minha cara… Não tava fácil. Eu ali, me sacrificando para vê-lo e o bonito fazendo doce lá dentro. =/ Ai, que ódeeeeo!

gnr3

Mas aí ele entrou no palco. E eu griteeeeeeeei. Griteeeeeeeeeeeei! Gritei mais que adolescente em show do Justin Bieber. Axl, SEU LINDO! Puta merda, meu coração foi a mil! Seria perfeito se ele começasse o show com qualquer outra música que não fosse do Chinese Democracy, que eu não gosto muito, mas àquela hora eu nem estava me importando muito com isso. Me emocionaria até mesmo se ele cantasse Morango do Nordeste. Porque a música, naquele momento, era o que menos me importava pra mim. Eu  estava lá, assistindo o cara cantando ao vivo, e não tinha outro lugar no mundo onde eu queria estar. Estico a cabeça, olho o cara no palco, pulo pra ver mais um pouco, xingo a girafa que estacionou na minha frente, desisto e olho pro telão! E eis que começa Welcome to the Jungle e, ignorando a dor nas pernas, começo a pular, a cantar, e a me lembrar de muita coisa bacana de vinte anos atrás.

O show não foi o melhor show da minha vida, e passou bem longe disso. Solos chatíssimos e intermináveis (Slash, cara… saudade… beijometuíta!),  nunca emendavam uma música na outra, Axl cansadão. Pra quem tava habituada a ver vídeos antigos, onde o cara corria o palco em segundos, vê-lo parado na área, fazendo o Romário, foi um pouco esquisito. MAS, porém, contudo, todavia e não obstante, foi um show inesquecível, porque era ele, porque tocou Estranged (AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH!!! #MORRI #CHOREEEEEEEI), porque eu estava com o Ricardo, e Guns n’Roses é o única coisa no mundo que nós dois gostamos (de resto, se eu amo, ele odeia. E vice-versa.)

Ptty-abre-shaw-do-Guns-n-Roses-no-Rock-in-Rio

Eu? Eu continuo amando Mr. William Bruce Bailey. Se ele não é mais Axl Rose, aqueeeeeele Axl Rose, eu não me importo.  O cara fez parte de boa parte da minha vida, cantou muitas vezes pra eu dormir, pra eu chorar,  dançar,  beijar na boca, cantar junto, e ainda hoje consegue me emocionar, me arrancar alguns suspiros e… ai, ai… 😉 Eu me sinto muito feliz por ter estado ali, por poder vê-lo ‘de perto’, eu faria tudinho de novo, passaria até mais perrengue se fosse preciso, pra assistir o mesmo show mais ou menos, pra ver o mesmo Axl velho, gordo e cansado!

Estranged–Rio de Janeiro, 02/10/2011

 

Falem o que quiserem, eu nem ligo. Na alegria e na tristeza, na saúde ou na doença, na beleza ou na baranguice, isso é amor pra vida toda!

2011-10-08_15-45-08_485

E, 20 anos depois, uma declaração de amor bem adolescente! 😉

Anúncios

5 Respostas to “EU FUI! Parte II – Ai, Axl…”

  1. Carol Cunha 08/10/2011 às 14:51 #

    Caraaaaaaaaa Ju, essa foi a exata descrição do “meu” show dos Guns!!!! hahahaha Espetacular isso, ainda mais em se tratando de nós duas: asmegafãs!!! Assim como vc tb vivi essa emoção 20 anos depois, debaixo de uma chuva, usando modelito capa-de-plástico-vagabunda vendida por ambulantes, aturando gente chata estraga prazeres falando ma do Axl e do Guns e cheia de ansiedade que se esgotou na espera interminável, horrorosa e irritantemente irritante para o início do show. Na abertura do “meu” estava o Sebastian Bach, cheio de vitalidade e amor pelo Rio (e que já havia demorado pra burro a entrar) e só depois de duas horas veio o Sr. Axl., quando eu já engrossava o coro: “Filha da putaaa!! Filha da putaaa!!”. Eis que as luzes se apagam…. Depois acenderam e começou o mesmo Chinese Democracy, que entitula a turnê. Gritei, gritei e gritei. Mas quando entrou Welcome to the Gingle…Minha filha, PIREEEIIIII!!! Me remeti aos 16 anos em um vôo direto sem escalas! O ápice, no entanto, e a mais esperada por mim, foi Rocket Queen, uma das melhores até hj e ela veio e eu chorei, me emocionei ‘nem tanto pelo show, que tb não foi o melhor da minha vida, mas pelo significado, pela espera…pelas lembranças. Muito bom!! Bjocas companheira de Killer Scisors

  2. Suellen Carvalho 08/10/2011 às 14:53 #

    Ju, muito legal seu blog. 
    Uma pena não termos assistido o show juntos. Depois que saí em busca de um som melhor, meu celular descarregou de vez e fiquei incomunicável. 
    E uma pena vc não ter curtido o System também. Eu me acabei neste show 🙂

    Mas estou aqui pra falar do Guns. Guns é a banda que me fez gostar de rock. Eu pirralhinha, 12 anos, muitas tardes assistindo a um VHS com vários clipes gravados da MTV, junto com meu irmão, Ricardo e o Franklin. Ricardo dançando como o Axl Rose hahahaha
    Tantas lembranças legais de uma época tão divertida! Por conta disso sempre terei o Guns N’ Roses no meu coração mesmo que esse Guns de agora não seja aquele que aprendi a gostar. 
    Fui a este show sem qualquer expectativa, com a consciência de que o Axl iria atrasar, de que ele não canta hoje em dia como há anos atras e nem tem mais a boa forma daquela época. E acho que justamente por conta disso, consegui me divertir. Muito legal ouvir todas aquelas musicas que fizeram parte de uma época muito boa da minha vida e que  serviram como porta de entrada para que eu viesse a conhecer varias outras bandas que hoje em dia curto muito. Tudo começou com Guns N’ Fuckin’ Roses!!!
    E Estranged, linda demais! Uma das minhas preferidas. Impossível segurar as lágrimas  neste momento!!

    Mais uma vez parabéns pelo blog. 

    Beijos,

    Su

  3. Carol Cunha 08/10/2011 às 14:56 #

    Só uma correção. É Killers Scissors!! E uma reclamação: Esse seu blog é chatão pra escrever!! As últimas linhas, quando ainda estou escrevendo, ficam tremendo como se não coubessem mais, sabe?? Não dá nem pra ler direito o que estamos escrevendo!! Humpf!!

  4. kevin 15/06/2012 às 16:06 #

    seu cú vc nao consegue ser melhor que eles e fica criticando entao quando vc for melhor que eles e fazer shows por tudo o mundo vc vem falar até lá (que eu acho que vai ser nunca) vc fala.

Chora, cavaco!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: